AUMENTAR / DIMINUIR A FONTE
Para aumentar ou diminuir a fonte no nosso site, utilize os atalhos Ctrl+ (para aumentar)
e Ctrl- (para diminuir) no PC ou Cmd+ (para aumentar) e Cmd- (para diminuir) no MAC.

Estudo de caso:

Marisa

INTRODUÇÃO

Muito se tem falado e estudado sobre as consequências positivas de uma equipe diversa no ambiente empresarial. Apesar disso, enfrentamos constantemente todos os tipos de entraves dentro das empresas para a implementação de programas que maximizem a diversidade e tragam essa vantagem competitiva para a empresa. Várias ações afirmativas são desenhadas, pelo poder público e também pelas empresas, mas frequentemente sem a repercussão necessária para gerar a mudança.

Quando falamos especificamente da inclusão das Pessoas com Deficiência no ambiente de trabalho, vemos empresas bastante focadas e preocupadas com o cumprimento das cotas exigidas por lei, em função das pesadas multas que podem ser aplicadas, mas muitas vezes desatentas ao potencial positivo e produtivo que esse grupo de pessoas pode trazer para as empresas e suas equipes.

Nosso case na rede de lojas Marisa, traz os resultados de uma metodologia que foi aplicada de forma a maximizar o potencial dos colaboradores PCDs existentes em uma determinada área e também realizar a contratação de um colaborador PCD que seja reconhecido como um “bônus” e não um “ônus” para a empresa.

 

DESAFIO

Diversidade e relações humanas fazem parte do DNA da empresa, principalmente nas lojas. Apesar disso a inclusão de PCDs ainda não é um tema estratégico da empresa. Alguns casos de sucesso podem ser observados em algumas lojas mas não são divulgados ou replicados.

Tal como todas as grandes empresas, a inclusão se fez através da criação de perfis / padrões que se adequassem aos PCDs. Esses perfis/padrões se diferem do utilizado para um colaborador sem deficiência que realiza uma mesma função. A maioria dos colaboradores PCDs são deficientes auditivos ou mental (leve) e realizam funções operacionais básicas.

Uma das formas de garantir o cumprimento de cotas foi o estabelecimento de uma meta por regional e a implantação de um controle mensal. O escritório central, por possuir apenas cargos mais administrativos, que requerem uma maior capacitação, é o maior ofensor em termos de cumprimento da meta.

Com um olhar muito focado no cumprimento da lei de cotas, a empresa não dispõe de mecanismos adaptados para avaliação do perfil dos PCDs existentes bem como dados qualitativos do processo de desenvolvimento e retenção

 

PROJETO PILOTO

O projeto piloto iniciou em setembro/16 com um diagnóstico abrangente que envolveu várias etapas que permitiram uma entrega totalmente customizada para a Empresa.

A primeira etapa envolveu o entendimento da cultura das Lojas Marisa, suas principais políticas e práticas de gestão de pessoas e canais de comunicação interna através de reuniões com a Executiva de RH e sua equipe.  Em seguida foi feita a avaliação de acessibilidade física do escritório central para entendimento de eventuais limitações na contratação de pessoas com determinadas deficiências.  

Visitamos algumas Lojas  Marisa,  Centro de Distribuição e Serviço de Atendimento ao Cliente com objetivo de avaliar as práticas de gestão de pessoas com deficiência.  Obtivemos informações relevantes de boas práticas e de oportunidades de melhoria no processo de comunicação e gestão objetivando uma inclusão efetiva. 

Aplicamos uma pesquisa junto aos PCDs do Centro de Distribuição de forma a mapear as percepções em relação a empresa, gestores e equipes.

Com foco específico em ampliar o processo de contratação e inclusão de pessoas com deficiência no escritório central, em fevereiro/17 foi aberta uma posição e, com o entendimento da cultura Marisa, as especificidades da rotina de trabalho e entendimento das crenças e barreiras da equipe da área contratante, partimos para o recrutamento de profissionais que atendessem as competências definidas pela Empresa e valores compatíveis com a cultura.  Selecionamos 5 pessoas com diferentes deficiências (mental, visual e física) para apresentação a para área de Recrutamento e Seleção e posterior entrevista pelo gestor.

Após a definição da pessoa a ser contratada, foi desenvolvida uma dinâmica de sensibilização para a equipe da área que o selecionado foi contratado, totalmente customizada, considerando as barreiras identificadas e características do PCD.

RESULTADOS

Para os PCDs existentes:

Com base no relatório do diagnóstico, resultado da pesquisa e recomendações feitas pela Inkludo muitas ações foram implementadas, entre elas: : job rotation com os PCDs do Centro de Distribuição, utilização de intérprete de libras em reuniões e processo de feedback com deficientes auditivos.  De uma forma geral, houve ampliação no processo de comunicação entre gestores e PCDs.

Além disso foi criado um grupo de trabalho, com a participação de alguns colaboradores que responderam a pesquisa, para evoluir nas ações do processo de inclusão

"O material apresentado da pesquisa foi muito bom, agregou bastante ....  Trabalhei em grandes empresas, e pela primeira vez vi um material que trouxe um direcionamento do que necessitávamos evoluir." (Gil - Gestor do Centro de Distribuição)
"Para nós foi muito positivo pois a pesquisa provocou uma grande reflexão. Antes achávamos que estava tudo bem e os resultados nos permitiu identificar necessidades, como por exemplo, ampliar o processo de comunicação com os nossos deficientes auditivos com a utilização de intérprete de libras nas reuniões.  O líder achava que entendia o que o colaborador estava falando e o PCD achava que estava sendo entendido, e houve impacto muito positivo ao utilizar o intérprete no processo de avaliação de desempenho". (Silvia - analista de Recursos Humanos)

Para um novo processo de contratação

O entendimento da cultura e práticas de RH, diagnóstico do processo atual de inclusão assim como entendimento do processo de trabalho e desafios da posição para contratação do PCD nos permitiu a assertividade no recrutamento de candidatos e apoio à área de R&S no processo seletivo.

"As entrevistas com os PCDs com o apoio da Inkludo foi incrível.  Foi algo novo e de grande aprendizado e desenvolvimento humano para mim." (Mayara - Analista de RH do R&S)
"O processo seletivo foi bacana e me deixaram muito à vontade nas entrevistas." (Everton - PCD contratado) 

O entendimento de crenças e barreiras e o conhecimento sobre o candidato selecionado permitiu o desenvolvimento de um trabalho de sensibilização personalizado para equipe facilitando o processo de integração e adaptação do novo colaborador. Adaptações de baixíssimo custo foram realizadas impactando positivamente o colaborador

"O trabalho da Inkludo contribuiu muito.  A sensibilização para todos os colaboradores da área, facilitou a integração do colaborador.  A assertividade no perfil do PCD contratado, para entrega do que é esperado e o alto nível de comprometimento". (Alexandre - Responsável área)
" A equipe estar preparada para me receber (sensibilização com a equipe) foi um diferencial em relação a outros locais que trabalhei,.  Havia muita expectativa. A Daiane foi muito paciente até eu me adaptar às atividades, principalmente porque envolve muita leitura de documentos e muitas informações.  Já estou me envolvendo em outras atividades que me permitem conhecer mais pessoas da empresa. Foram feitas mudanças para facilitar a acessibilidade tais como: alteração do horário de trabalho durante o inverno, aumento das letras das placas de identificação dos alimentos no refeitório e maior iluminação no ponto de ônibus." (Everton - PCD contratado)
"A gente acha que não saberá lidar com a deficiência e que ficaremos sobrecarregados devido a limitação, mas ele se destacou até mais que outros colegas. Ele é sensacional.  No início foi difícil pelo processo de adaptação, mas ele aprende muito rápido e é super proativo.  A gente até esquece que ele tem alguma limitação.  Foi muito bom para as pessoas, para pararem de reclamar de algumas coisas, pois vemos as dificuldades do Everton, por exemplo, na hora de ir embora, quando está escuro e ele não enxerga nada. Todos da equipe tem muito carinho por ele."  (Daiane - Colega da equipe da mesma célula de trabalho)   

"A equipe estar preparada para me receber foi um diferencial em relação a outros locais que trabalhei."

Everton Laurindo
PCD contratado
Voltar para cases